quarta-feira, 24 de setembro de 2014

A temporada de Milão neste ano trouxe uma espécie de continuação de tendências boas e inovação em itens fáceis de usar. Algumas apostas da temporada de verão passada sumiram, como os difíceis tops cortados e as batidas t-shirts. Outras se reforçaram, como os fáceis sapatos baixos que no ano passado tinham sido propostas pelas conceituais Prada, Jil Sander e Marni e agora viraram febre geral, entrando inclusive nas mais suntuosas como Dolce & Gabbana e nas tradicionais como Giorgio Armani. Mas desta vez o comportamento de destaque é o difícil midi, que transmite ares de um chique moderno, consciente do gosto atual. Vai ser uma questão de estudar a própria forma do corpo e descobrir onde a cintura deve, e se deve, ser marcada. Quem quiser seguir o midi vai ter que pensar na parte de cima da roupa também, para criar uma proporção harmônica. Os midis combinam muito com os sapatos baixos ou plataformas. Para quem gosta dos vestidões longos, vai ver que eles ficaram um pouco mais hippies, na forma e nas estampas, num contexto em que a década de 70 virou referência pra muitas marcas.

LONGOS ESTAMPADOS
Embora o comprimento da estação tenha sido principalmente o midi, os vestidões longos continuam. O que se propôs em outras estações era um romântico mais minimal. Agora eles ficaram mais estampados ainda e em alguns casos com muita informação hippie, entrando na onda dos anos 70. Destaque para os vestidos de Roberto Cavalli, que surpreendeu em sua coleção mais jovem com estampas realmente animadoras. Pucci consegue misturar o hippie com uma irreverência quase rocker, algo que tem tudo pra fazer sucesso entre as meninas de hoje.

                                     Looks Verão 2015 de Roberto Cavalli, Emilio Pucci e Salvatore Ferragamo ©Imaxtree

MIDI
De tanto ver os looks midi começamos a achar que eles não são tão difíceis assim. Claro que ver as roupas no corpo da modelo não é a mesma coisa do que experimentar o midi na loja. Mas quem se inspirar por esse comprimento e quiser seguir essa imagem tem exemplos de sobra. A ideia é raciocinar em dois pontos: na parte de cima da roupa, principalmente a cintura, e, claro, no exato comprimento do midi, que pode ficar logo abaixo do joelho ou quase em cima do tornozelo. Diferentes marcas propuseram diferentes tipos de midi

                                                                     Looks Verão 2015 de Bottega Veneta, Salvatore Ferragamo e Gucci ©Imaxtree

VAZADOS/TRANSPARENTES
Uma espécie de evolução do que foram as rendas, tanto propostas nos últimos anos, esses novos vazados ironizam uma sensualidade divertida. Os looks vazados podem ser em menor escala, virando praticamente materiais tipo uma tela. Ou então com pedaços enormes de transparência que acabam criando uma ilusão de ótica, como em alguns vestidos da Versace, que apresentou verdadeiras faixas de um falso “nada” nas peças. Brincar com o vazio, ou transparente, dá um efeito novo e pode responder a vários tipos de estilo.

Looks Verão 2015 de Dolce & Gabbana, Fendi e Gucci ©Imaxtree

                                                                   Looks Verão 2015 de Emilio Pucci, Roberto Cavalli, Versace e Tod’s ©Imaxtree

JAQUETINHAS
Peça indispensável na primavera europeia e em quase todo o ano para muitas brasileiras, a jaquetinha é um coringa. Essas menos volumosas e curtas são facilíssimas de usar. Podem vir em estilo militar como a da Gucci, mais suntuosa como a da Dolce & Gabbana, mais básica como a da Giorgio Armani, ou mais estruturada e arrumada como a da Fendi. Jaquetas podem melhorar o look ou entrar discretamente nele, dependendo do modelo que você escolhe.

                                         Looks Verão 2015 da Gucci, Dolce & Gabbana, Giorgio Armani e Fendi ©Imaxtree

SAPATOS BAIXOS
Aquela velha e boa regra de que qualquer salto levanta um look vem e vai, como tudo na moda. Sabemos que os saltos alongam o corpo, dão poder às mulheres, etc. Mas sabemos do que acontece na prática: saltos cansam. E nessa onda de ter uma vida sustentável e real, valorizando não só o dia a dia de princesa, mas também o da mulher que trabalha, estuda, gosta de andar e acompanha vários eventos num mesmo dia, o sapato baixo é um must. Só que nem sempre encontramos sapatos baixos chiquérrimos. Aliás, quase nunca. Fora que os looks elegantes são, geralmente, pensados pra serem usados com salto alto, certo? Por isso é que as marcas deixaram as roupas bastante encaixáveis com sapatos baixos. E por isso marcas que tratam os sapatos como verdadeiras jóias, como a Dolce & Gabbana, levaram o mesmo primor para hypar as sapatilhas, espadrilhas e etc. nas alturas, com brilhos, pedrarias e materiais de extremo valor. Deu certo.

                                                Sapatos Verão 2015 de Emporio Armani e Giorgio Armani ©Imaxtree

                                             Sapatos Verão 2015 da Dolce & Gabbana e Bottega Veneta ©Imaxtree

POUCO DECOTE
Pois é, aquela referência da impecabilidade ainda continua dominante. Ainda que vejamos alguns rompantes de destruição, como nos esfiapados da Prada ou em outros grunges isolados que aparecem por aí, a impecabilidade segue soberana. E dentro dessa ideia de menina impecável, arrumada, comportada, os decotes são quase nulos. Engraçado que você pode então estar com uma roupa transparente, ou com um shorts curtíssimo, mas o decote vai estar fechadinho, em gola careca, abotoado ou não. E mesmo no verão. Esse look da menina comportada ainda vai longe.

                                                                                Looks Verão 2015 da Bottega Veneta, Prada e Versace ©Imaxtree




Fonte: FFW
Post feitos para um trabalho de Universidade